Espanha, árbitros e peixe

Árbitros. Este é o tema que os espanhóis têm em preferência desde que souberam que o jogo final será mesmo uma final, sendo que quem ganhar é que passa. Só é hilariante que falem de Anders Frisk naquele tom soberbo e ignorante, quando Mejuto Gonzáles é o pior árbitro deste europeu, a larga distância dos companheiros. No primeiro jogo que arbitrou (Dinamarca-Itália) errou montes de vezes mas sem repercussões a nível de resultado. Deixou só má imagem. Neste último (Holanda-República Checa) marcou faltas erradas e chegou mesmo a validar um golo em claríssimo fora-de-jogo. Para esquecer. Pela boca morre o peixe. Ou pela boca morre a Espanha.

Comentários

Mensagens populares