Manuela Moura Guedes

Hoje, na TVI, Manuela Moura Guedes foi surpreendida pelo marido, a pretexto das canções românticas do programa da estação, com uma mensagem que incluía, entre outros gestos apaixonados, "um beijo para a mulher que está a apresentar este jornal, de quem eu tanto gosto". E que tem isto de importante? A mudança. Manuela Moura Guedes é o tipo de jornalista que faria uma brilhante figura como cronista pela acutilância crítica com que comenta algumas notícias, mas fá-lo no Jornal Nacional e, principalmente, em discussão com Miguel Sousa Tavares. Ora, isto não raro aborrece alguns telespectadores que do comentador esperam comentários e da apresentadora isenção. Por isso, ver uma mulher tão espontânea e arrebatadamente crítica ser beliscada ao nível sentimental é raro e bonito de se ver. E, claro, os olhos a ressumar lágrimas foi como uma cereja no topo de um bolo.

Soares vs Alegre

O debate de ontem na TVI no qual estiveram, frente a frente, Mário Soares e Manuel Alegre revelou-me duas coisas: Mário Soares não perdeu a técnica apesar de o afirmarem e Manuel Alegre estará em melhores condições de ganhar, nos resultados efectivos, este frente a frente.
Muitos discordarão mas o facto é que Manuel Alegre foi alvo de um "ataque" sub-reptício. Soares fez o papel - e daqui não se retira um pingo de censura - do professor que ensina o imaturo aprendiz. Apesar da preparação Alegre também pareceu surpreendido. Porque não? Afinal, em tom professoral Soares dava-lhe aulas de como usar o veto político, de quais são os poderes e os deveres do Presidente, etc.
Por um lado, a imagem transmitida por Soares aos seus apoiantes é a de que nada o poderá abalar, ou seja, uma imagem fortalecida pela experiência anterior. No entanto, para os indecisos a imagem passada pode ser interpretada como um acto petulante no qual Soares tenta fazer de Alegre uma vítima da verdura com que enfrenta esta "guerra eleitoral". Como todos sabemos que as vítimas têm sempre razão, é natural que Alegre tenha ganho alguns votos neste debate. Mesmo assim, "prognósticos só depois [das eleições]".

Orgulho

A noite nunca é escura de mais para pensar. Os pensamentos podem ser escuros de mais para a noite. Assim como as manhãs cobertas de nevoeir...