Poema


Soberbo preço

Eis que chega uma gloriosa aurora
Trazida de bem longe pelo vento
E o guerreiro que se levanta agora
Esfrega os seus dois olhos, sonolento.

Não sabe bem qual é o seu destino,
Mas sabe que é para todos esta luta
Da vida, que com o seu travo fino,
Amargo e agridoce nos disputa.

Tarde o saberá, ao ruído das palmas
Que a vitória e a derrota, irmãs infames
Têm o mesmo preço: de muitas almas
E dos intensos derramados sangues.


Fernando Miguel Santos

31/01/06
 Posted by Picasa

1 comentário:

Anónimo disse...

Fernando ainda há poucos dias nos conhecemos, mas estou surpreendida...és como uma caixinha de surpresas ;) quando entrei neste site não sabia o que iria encontrar e de repente tudo se desvenda aos meus olhos.Não posso deixar de dizer que és uma pessoa especial, falas de tudo de uma forma fantástica, diria até fascinante que cativa qualquer pessoa.Não tive tempo de ver tudo, pois é preciso tempo para ler com a atenção que mereces, ms sempre que tiver oportunidade vou tentar vir até aqui.beijo enorme e espero que possamos um dia ser grandes amigos :) Cristina

Vídeos sobre Covid-19 no canal Pista de Aterragem

O Pista de Aterragem, blog e canal de YouTube, foi transformado temporariamente numa plataforma de partilha de informações sobre o Covid-19....