Paris


A minha viagem a Paris, entre 6 e 11 de Março, marca um ponto de viragem. O facto de me ter apercebido que aquela cidade vai de encontro a muito daquilo que sempre esperei de uma, torna-a, aos meus olhos, ainda mais especial do que pretende ser turisticamente.
Daí que tenha nascido em mim uma vontade enorme de procurar conteúdos que a contenham, música, filmes, ou até mesmo de rever alguns que já conhecia. Trata-se, não de um amor à primeira vista, mas de um sentimento consumado por um conhecimento prévio, que culmina na presença dentro dela e acaba por ser assimilado por mim como algo de transcendente. As luzes, os monumentos, as pessoas? Talvez seja só a essência de tudo isso, não a forma.
Quanto a mim, a minha própria essência metamorfoseia-se. Um dia, enquanto ela me espera, surpreendê-la-ei, mas só eu sei como.

Comentários

Anónimo disse…
Je t'attends monsieur Santos. Venez vite.
Je t'invite à faire une promenade au bord de la Seine ou dans mes Bateaux Mouches.

Ass.: La capitale du Monde - Paris

Mensagens populares