Balanço

Como em qualquer empresa, também nós, indivíduos normais que ainda assim acham as suas vidas magníficas, temos tendência a fazer um balanço daquilo que foi o nosso ano.
Pois bem, tendo em conta o comprometimento sentimental em que me encontro, tendo em conta que foi durante este ano que se operaram as mudanças mais fundamentais na minha vida, como sejam a mudança de cidade, a edição do meu primeiro romance, entre muitas outras, não posso deixar passar um balanço bastante positivo.
Existe uma corrente que tem o hábito de fazer comparações entre efemérides e actualidade. Tudo começa com um «por esta altura, no ano passado,…». Assim seja. Mas a minha comparação vai para 2005 e 2004. Em 2004, eu estava a terminar o Aldeia de Luz. Em 2005, a finalizar o meu primeiro semestre universitário. Em 2006, estou prestes a completar três meses de namoro. Quem pode gabar-se de ter um acontecimento marcante diferente todos os anos? Quem pode fazer valer a memória para reviver momentos inesquecíveis assim aos molhos?
É, por isso, que 2007 vai ser bom: porque não tem como ser mau.

Até já e bom ano.

Comentários

Mensagens populares